quarta-feira, 16 de maio de 2012

Lembranças de uma vida

Em 24.08.2010

O encontro que tive, o aprofundamento na cultura, e ainda, no estudo da língua espanhola, tem proporcionado reverberações e voltas ao passado seguidamente, uma delas foi a seguinte lembrança:

O fato ocorrido foi no século XVI, era outono, estávamos em Córdoba, na Espanha, era uma estância.



Uma criada minha, cozinheira, vestia vestido cinza e tinha um lenço na cabeça, hoje ela é ele, um grande amigo que conheci no CPC em 2002. A lembrança que tive ocorreu no momento em que ela segurava um pato que tinha acabado de capturar.. ela era bem jovem, com uns 12 ou 13 anos. Eu, homem naquela existência, estava em cima de um cavalo e estava rindo porque vi ela cair depois de correr atrás do pato até capturá-lo. Segurava-o nos braços, o pato todo desengonçado e ela pegando-o sem jeito. Ficava vermelha de raiva (do jeito que ele fica hoje) porque eu estava rindo dela, naquela situação.

Naquele tempo eu, achava que era raiva porque o pato deu trabalho na captura... hoje sei que era porque eu estava rindo dela. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers

Visitas


Contador de acessos